Pirenópolis: a cidade que une natureza, história e cultura

Descubra os encantos dessa joia do interior de Goiás e se surpreenda com suas belezas e tradições.

Anúncios

Pirenópolis é uma pequena cidade do interior de Goiás, tombada como Patrimônio Nacional, que conserva seu aspecto antigo e bucólico, cercada de morros e cachoeiras.

Um retrato vivo da história goiana, onde um povo hospitaleiro, alegre e festivo, convive com um ambiente de extrema beleza natural.

Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre essa cidade encantadora, sua origem, seus atrativos, sua cultura e sua economia.



Origem

A cidade foi fundada em 1727 por Manoel Rodrigues Tomaz, um português minerador de ouro que se estabeleceu às margens do rio das Almas.

O local era habitado por índios Goyazes e ficava próximo à antiga rota dos bandeirantes que buscavam metais preciosos na região.

A cidade recebeu inicialmente o nome de Meia Ponte, por causa de uma ponte de madeira que ligava as duas margens do rio.

Em 1830, a cidade sediou o primeiro jornal do estado de Goiás, chamado Matutino Meia Pontense.

Em 1890, seu nome oficial passou a ser Pirenópolis, uma homenagem à serra dos Pireneus, que cerca toda a cidade.

Já a serra recebeu seu nome em homenagem à cordilheira que divide a Espanha e a França.

Atrativos

Pirenópolis é um destino turístico muito procurado por quem gosta de natureza, história e cultura.

A cidade possui mais de 80 cachoeiras registradas, algumas de fácil acesso e outras que exigem mais aventura.

Entre as mais famosas estão a Cachoeira do Rosário, a Cachoeira do Abade, a Cachoeira Santa Maria e as Cachoeiras dos Dragões.

Além das cachoeiras, a cidade oferece outras opções de lazer como trilhas, mirantes, reservas ecológicas e parques nacionais.

O Parque Estadual da Serra dos Pireneus é um dos mais visitados e abriga o pico dos Pireneus.

Sendo este o ponto mais alto da região com 1.385 metros de altitude. O centro histórico de Pirenópolis é outro atrativo imperdível.

A cidade preserva suas construções coloniais de pedra e cal, suas ruas de pedra sabão e suas igrejas seculares.

A Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário é a mais antiga e imponente da cidade e foi erguida em 1728 pelos escravos.

Outras igrejas que merecem destaque são a Igreja Nosso Senhor do Bonfim, a Igreja Nossa Senhora do Carmo e a Igreja Nossa Senhora das Dores.

O centro histórico também abriga museus, casarões, lojas de artesanato e restaurantes típicos.

Onde se hospedar em Pirenópolis, Goiás?

Você pode ficar no Centro Histórico, se quiser estar perto das atrações culturais, gastronômicas e comerciais da cidade.

Mas evite os finais de semana e feriados, quando o local fica muito movimentado e barulhento.

Você também pode escolher uma das pousadas do Grupo Villa, que são famosas pelo charme, conforto e qualidade dos serviços.

Elas estão localizadas em diferentes pontos da cidade, como a Villa do Comendador, a Villa do Império e a Casarão Villa do Império.

É possível optar por uma pousada com estrutura de resort, como a Pousada dos Pireneus.

Ela possui piscinas, toboágua, quadras esportivas, salão de jogos e capela, e é ideal para famílias com crianças.

A cidade também conta com pousadas com contato com a natureza, como a Pousada Cascata de Pedra, que fica próxima à Cachoeira do Abade.

Ela oferece piscina ao ar livre, churrasqueira, bar e lanchonete. Também é possível alugar um flat ou uma casa, se quiser mais privacidade e autonomia.

Cultura de Pirenópolis

Pirenópolis é uma cidade rica em cultura e tradição. A cidade é famosa por suas festas populares que atraem milhares de visitantes todos os anos.

A mais conhecida é a Festa do Divino Espírito Santo.

Ela acontece 50 dias após a Páscoa e é considerada uma das maiores manifestações religiosas e folclóricas do Brasil.

Outras festas que movimentam a cidade são:

  • Festa de Nossa Senhora do Rosário, em outubro;
  • Festa das Cavalhadinhas, em janeiro;
  • Carnaval de Rua;
  • Festival Gastronômico;
  • (FICA) Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental;
  • Festival Canto da Primavera;
  • Festival de Música Instrumental.

Além das festas, a cidade também se destaca pela sua produção artística e artesanal.

São produzidas peças de cerâmica, madeira, pedra, ferro, prata, couro e tecido.

A cidade possui ainda uma forte tradição musical, com bandas, corais, orquestras e grupos de música regional.

Como é a economia em Pirenópolis?

Pirenópolis tem uma economia diversificada e dinâmica.

Ela se baseia principalmente no turismo, na mineração, na pecuária, na agricultura, no comércio, na arte e nos serviços.

O turismo é o setor que mais gera emprego e renda para a cidade, que recebe cerca de 300 mil visitantes por ano.

A cidade conta com uma boa infraestrutura turística, com hotéis, pousadas, campings, restaurantes, bares, agências de viagem e guias locais.

Ela também possui um aeroporto que recebe voos fretados e particulares.

A mineração é outra atividade econômica importante para a cidade, que possui jazidas de quartzo, água-marinha, ametista e outros minerais.

A extração mineral é feita de forma artesanal e sustentável, respeitando o meio ambiente e a legislação vigente.

A cidade também possui uma indústria de lapidação e beneficiamento de pedras preciosas e semipreciosas.

Conclusão

Pirenópolis é uma cidade que encanta pela sua história, cultura, gastronomia e natureza.

Com tantas opções de lazer e hospedagem, é um destino que agrada a todos os tipos de viajantes.

Seja para relaxar nas cachoeiras, explorar o parque estadual, admirar o centro histórico ou se deliciar com o brunch do santuário.

Pirenópolis é uma cidade que vale a pena conhecer e se apaixonar!

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e familiares❤
Lorrane Oliveira
Lorrane Oliveira

Redatora, ama levar informação para as pessoas de forma simples e descomplicada!

0